Igualdade


Dando continuidade ao nosso tema “Valores” vamos falar sobre Igualdade, e para tal é necessário discutir a diferença, pois são termos antagônicos. De forma geral, igualdade significa não apresentar diferenças, seja de qualidade ou valor, é mostrar-se nas mesmas aparências, paridade. Contrariamente, ser diferente é divergir em quaisquer um destes aspectos.

Em sociedade, aquele que é considerado como “diferente” em um grupo é excluído pelos demais por não ser igual em um ou mais dos seguintes perfis: socioeconômico; étnico, deficiência; identidade sexual e cultural.

Porém, o fator que promove a exclusão não advém da diferença em si, esta ocorre pela falta de preparo dos demais em conviver com alguém que diverge dos padrões e normas pré-estabelecidos, principalmente, na família e instituições de ensino. Os reflexos desta realidade acarretam consequências severas na vida do excluído, como baixa auto-estima e depressão (entre outros que falaremos em outros posts), além de fomentar o bullying.

É aqui que entra a nossa responsabilidade com as futuras gerações, que vai além do social, pois é humana, é moral. Como? Através do nosso esclarecimento (busca pelo conhecimento), do policiamento de nossas ações, da nossa reeducação social e mudança de paradigmas. Esta é a forma que temos para contribuir e preparar nossos pequenos a fim de que saibam lidar com as diferenças e acima de tudo: não se deterem à elas e olharem para todos os seres humanos como “seres humanos”.

Mas se ainda assim, estas ideias permanecerem anuviadas em nosso olhar, pensemos apenas como queremos que nossos pequerruchos sejam tratados e os ensinemos a tratar assim seus colegas, professores e demais pessoas de seu convívio.

Aqui no Projeto Abelha, acreditamos que este é o ingrediente fundamental para ajudarmos a construir uma sociedade mais igualitária e altruísta.

♥Lembremos novamente que o exemplo é o principal transmissor de ideias e reforçamos que a literatura infantil está repleta de histórias e contos que podem nos auxiliar a falar com os pequenos, ou seja, que nos ajudam a transformar o abstrato em concreto.

Gostou do tema? Aguarde que brevemente falaremos de outros valores 🙂
Ah! E não deixe de conhecer os Valores do Projeto Abelha.

Débora Araújo

E agora, que tal um poema? Vamos falar de igualdade de um jeito mais leve!

Não tenho conto de vintém
Para dividir com ninguém
Tenho viola e boa vontade
Pra cantar a igualdade

 

Deixe uma resposta

Obrigada por nos visitar!

Nome *
Email *
Site