Todos choram quando cortam cebolas


A obra narra o cotidiano de duas crianças em fase de pré adolescência que, mediante ao grave acidente sofrido pela mãe, precisam aprender a lidar com seus sentimentos e conflitos para então vivenciar o verdadeiro amor de irmãos.

“Todos choram quando cortam cebolas” está inserido em um cenário contemporâneo e dinâmico, aborda temas como ciúmes entre irmãos, bullying na escola e esclarece qual a importância das ONGs (Organizações Não Governamentais) em nossa sociedade. Repleta de Amor, Poemas, Emoção e uma pitada de Fantasia, esta história vai conquistar sua atenção!

“Penélope Paula tinha onze anos, cabelos fartos e volumosos, lábios grossos, olhar profundo e perspicaz. Pedro Pompeu, chamado sarcasticamente pela irmã de Pedro Pompom ou Porquinho Teimoso, saiu ao pai – branco de olhos azuis e grandalhão, desde os oito anos já era maior que a irmã…”

“Mal sabia ela que a pessoa que lhe proporcionaria a família que tanto sonhava estava ali do seu lado. Voltando de suas lembranças, Dr. Pompílio disse aos filhos “vamos fechar os olhos e orar..” – trechos do primeiro capítulo.

Ficou curioso (a)? Aguarde mais informações 🙂

A lagarta esquisita
Sonhava em ser bonita
Mas não tinha paciência
Reclamava da aparência
E ninguém podia reponder
O que só a ela pertencia entender
Pois para o casulo encontrar

Que sua vida iria mudar
Deveria abandonar a ilusão
Que prendia seu coração
O que se vê de fora

Faz sentido no agora
Passado algum minuto
Vê-se resoluto
Que não há mistério
Onde o Amor se faz império
E somente ele faz florescer
A beleza que almeja ter

da obra Todos Choram quando cortam cebolas

 

Voltar

Deixe uma resposta

Obrigada por nos visitar!

Nome *
Email *
Site