A ilha dos crisântemos vermelhos

Há milênios de anos, em uma pequena ilha vivia uma menina com seu pai, um homem jovem e viúvo. Eles moravam em um casarão rodeado de flores deslumbrantes. O pai era muito caprichoso e cuidava pessoalmente de todas as flores, mas dizem que era igualmente ranzinza. Por isso, só era possível vê-lo sorrir quando estava com…

As janelas que eu abro

Não era dada a novidades (diziam…), até que se descobriu encantada pela trupe que passava pela vila. Seguiu com aquele povo poético, mas lá não achou abrigo. Não tinha voz para cantar e era desengonçada para dançar ou interpretar, logo foi convidada à se retirar. Muitos disseram “eu bem que avisei”. Mas alguém fez diferente: levou-lhe…

Desbotado e Brilhante

“Ele não tinha um grande quintal, sua mesa nunca abrigou nenhum banquete, dividia seu quarto com toda a família e um cachorro amigo. Ao se apresentar, muito educado por sinal, esticava a mão dizendo “Sou um grande conhecedor deste mundo”. Depois a recolhia para que se tornasse apoio da outra e ambas seguravam firme um…